Acolhimento de Idosos

Lar de Terceira Idade

 

 

 

Empresa de Inserção / Economato

Cozinha, Lavandaria, Serviço de Limpezas e Economato

Entrada
Marques Luís pede “relação estável” com o Estado durante fórum sobre as misericórdias Imprimir e-mail
28-Out-2019



No ano em que comemora o seu 500º aniversário, a Santa Casa da Misericórdia de Lamego foi convidada a partilhar a sua longa experiência durante as Conferências do Museu de Lamego/CITCEM, um “fórum privilegiado de discussão e questionamento sobre o conhecimento que temos sobre o Douro e o seu património”. Dedicada à temática “Misericórdias no Douro: História, Arte e Património”, esta edição deu continuidade a um longo programa de atividades que tem vindo a ser desenvolvido, em parceria entre este Museu e a Misericórdia. “A longa existência desta Santa Casa testemunha a riqueza e a extensão de tantas vidas profundamente marcadas pelo exercício da misericórdia. Haverá causa mais nobre do que ter no seu coração os mais pobres, os mais desfavorecidos, os mais marginalizados?”, questionou o Provedor António Marques Luís, num texto enviado à organização.
Durante esta reflexão que também contou com a intervenção dos provedores das misericórdias de Vila Real e Carrazeda de Ansiães, Marques Luís valorizou a ligação “original e distinta de outras parcerias” que une o Estado e as misericórdias, em prol dos mais desprotegidos: “Trata-se de uma relação de cooperação, com mobilização combinada de recursos. Não é subcontratação, nem concessão, é prestação de serviços com financiamento aos utentes a quem ele é prestado”, esclarece.
As instituições particulares de solidariedade social (IPSS) são responsáveis, neste momento, por 3% do PIB e 6% do emprego no nosso país, pelo que é “urgente avaliar os custos reais e financiar as respostas sociais de acordo com esses custos, tratando de forma distinta o que não é igual. É imperioso fazê-lo e com urgência. Amanhã pode ser tarde para muitas instituições”. Na sua opinião, a solução poderá estar em reconsiderar os modelos de financiamento e conciliar “num triângulo virtuoso” o financiamento público, a responsabilidade das famílias e a sustentabilidade, através da avaliação dos custos reais de cada resposta social. No final, chamou ainda a atenção para um estudo elaborado recentemente pela CNIS, em parceria com a Universidade Católica, que revela que cerca de 60% das IPSS’s estão em asfixia e insolvabilidade financeira. “Temos que nos empenhar em que a relação entre o Estado e as Misericórdias seja económica, financeira, social e politicamente estável”, defende.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

A Misericórdia de Lamego está cada vez mais próxima dos lamecenses e mais aberta ao diálogo e a interações com o seu público, através da maior rede social do mundo: o Facebook. Acabámos de superar a meta de 2000 "amigos"! 
Siga-nos em Facebook da Santa Casa da Misericórdia de Lamego 

Autenticação






Esqueceu a senha?

Estatísticas

Visitas: 1209570

Visitantes

Inquérito

Qual a sua opinião em relação ao nosso website?
 

Como contactar-nos?

Santa Casa da Misericórdia de Lamego
Largo Dr. João de Almeida
5100-095 Lamego
Telefone: (+351) 254 612 057
Fax: (+351) 254 614 538
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail