“Tertúlia Artes e Letras” celebra cinco séculos de existência da Misericórdia
06-Mai-2019


A próxima edição da "Tertúlia Artes e Letras", agendada para a noite de 11 de maio, sábado, vai ser dedicada à celebração do 500º aniversário da Santa Casa da Misericórdia de Lamego que está a ser comemorado este ano através de um extenso e eclético programa de iniciativas. A sessão decorre a partir das 21h30, no Salão Nobre do edifício-sede da instituição, situado no Largo Dr. João de Almeida. Como é hábito, a entrada é livre para o público em geral.
Fundada e dinamizada por Aurora Simões de Matos, a próxima "Tertúlia Artes e Letras" contará com as intervenções, já confirmadas, do Provedor António Marques Luís para falar sobre os “500 anos da Santa Casa”, bem como de José Pessoa que vai abordar uma “Introdução à História das Misericórdias” e de Sidónio Silva que fará uma viagem no tempo para conversar sobre “O Mosteiro das Chagas de Lamego: vivências, espaços e espólio litúrgico”. A juntar a estas intervenções, durante o serão está ainda prevista a realização de comentários de Paulo Barradas, Álvaro Pinto, Manuel Sengo e Fernando Cabral, e de leituras por parte de Ana Borges, Jacira Galhardo, Guilherme Ferreira e João Avelino.
Fundada em 1519, a Santa Casa da Misericórdia de Lamego celebra este ano cinco séculos de existência, com a dignidade que o simbolismo desta data suscita, promovendo nesta cidade um conjunto abrangente de realizações e iniciativas de diversa índole. A sua missão original é o apoio aos mais desfavorecidos, mas ao longo dos anos alargou a sua ação sendo pioneira na criação e consolidação de novas respostas sociais.