Igreja das Chagas aberta ao culto todos os domingos
07-Fev-2020


Fundada por D. António Teles de Menezes, Bispo de Lamego, no século XVI, a Igreja das Chagas abre as suas portas todos os domingos para a celebração da eucaristia pelo Padre Avelino Silva. Um número crescente de fiéis tem participado nesta missa que é enaltecida, a partir das 12 horas, pelo Coro da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, dirigido pelo maestro Joel Valente.
O Provedor António Marques Luís sublinha a relevância da Igreja das Chagas na dinamização do culto religioso da comunidade envolvente: “É, como sabemos, uma igreja emblemática e uma joia do património eclesiástico da nossa cidade, dado que é dela que partem as procissões da Semana Santa e a Procissão em Honra de Nossa Senhora dos Remédios, pelo que após as obras de restauro, esta Santa Casa procurou devolvê-la aos seus habitantes, nomeadamente através da celebração da Missa Dominical”.
Quando solicitado, a Igreja das Chagas acolhe outras cerimónias litúrgicas, nomeadamente casamentos, batizados e funerais de “irmãos” desta instituição de solidariedade social. A juntar a isto, também recebe, com regularidade, a realização de atuações musicais que contribuem para o enriquecimento da programação cultural da cidade.
Classificada como Monumento de Interesse Público, recorde-se que reabriu, em março de 2016, após ter estado encerrada durante quase três anos para a execução de trabalhos de restauro que salvaguardaram e valorizaram este templo religioso. A intervenção abrangeu a recuperação da estrutura de madeira que cobre o edifício e todo o recheio artístico interior, nomeadamente as esculturas dos santos, a talha dourada dos altares e o mobiliário eclesiástico.
De feição maneirista, é a única construção que ainda hoje perdura do antigo Convento das Chagas, habitado outrora por freiras clarissas. O mosteiro foi depois demolido para ser construído o Liceu Latino Coelho.