Vozes da Misericórdia voltam a ecoar na Igreja das Chagas
04-Jul-2020


As vozes melodiosas do Coro da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, mesmo com o uso obrigatório de máscara, voltaram a ecoar na histórica Igreja das Chagas. Aguardados com muita expetativa, os ensaios deste grupo coral foram retomados, às quartas-feiras à noite, num regresso que acompanha as medidas de desconfinamento a que se assiste já em muitas atividades do nosso país.
A interrupção de alguns meses provocada pela pandemia da COVID-19 não esmoreceu ou fragilizou o entusiasmo e os laços afetivos que unem os elementos deste grupo coral. Continuam a querer mostrar a sua dedicação à música e uma vontade enorme em apurar a componente vocal enquanto preparam os cânticos que vão enaltecer a eucaristia do próximo domingo. “Temos muito orgulho no caminho feito até ao momento pelo nosso coro. É um exemplo de energia e vitalidade vivida no seio desta instituição de solidariedade social. É nossa vontade atrair mais voluntários a este projeto e com isso consolidar todo o trabalho desenvolvido até agora”, sublinha o Provedor António Marques Luís.
Oriundas de diferentes áreas profissionais, as pessoas que integram o Coro da Misericórdia de Lamego, agora sob a direção do maestro Joel Valente, não possuem conhecimentos musicais profundos. Desde a criação deste projeto cultural, em outubro de 2016, já participou em diversas atuações musicais promovidas na Igreja das Chagas e em outros locais de vulto.