Entrada seta Notícias seta Pandemia agrava contas da Misericórdia de Lamego
Pandemia agrava contas da Misericórdia de Lamego Imprimir e-mail
23-Mai-2021



O Relatório de Gestão e Contas da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, relativo a 2020, foi aprovado por unanimidade em Assembleia Geral, apresentando um resultado operacional negativo de 265.429,68 euros. Descontando os efeitos da COVID-19, este resultado foi negativo em cerca de 150 mil euros. Um valor ainda assim inferior ao défice autorizado – cerca de 189 mil euros – em anterior Assembleia realizada em novembro de 2019, numa altura em que o aparecimento de uma pandemia era imprevisível.  
Num ano marcado pela COVID-19, durante o qual esta instituição mobilizou todos os seus recursos com o objetivo de mitigar as graves consequências, a Misericórdia de Lamego registou um aumento dos gastos correntes com a aquisição de equipamentos de proteção e de higiene pessoal para dotar as valências de materiais adequados para salvaguardar a saúde e o bem estar dos utentes e dos colaboradores. Em simultâneo, também cresceram os gastos com pessoal, superiores ao anteriormente orçamentado, devido ao atraso nas obras de requalificação do Lar de Idosos de Arneirós e a um novo aumento do salário mínimo. 
Por outro lado, ao nível da receita obtida, verificou-se uma redução das vendas e da “prestação de serviços” na sequência do encerramento de algumas respostas sociais, devido à COVID-19, tendo a instituição recorrido ao regime de lay-off simplificado. A creche, o jardim de infância e o Centro de Apoio Educativo foram obrigados a encerrar nos períodos em que o país esteve em confinamento. “A gestão da pandemia forçou a Misericórdia de Lamego a adaptar-se a uma realidade muito dura e complexa. No entanto, não alterámos o nosso compromisso em oferecer à comunidade um serviço de excelência. Com a preciosa ajuda dos nossos colaboradores, continuamos empenhados em ir ao encontro das reais necessidades dos nossos utentes, numa lógica de proximidade. Nesta Assembleia, esta Mesa Administrativa ao prestar contas, de uma forma completamente transparente, cumpre um dever estatutário, mas também fica, ao mesmo tempo, de consciência tranquila”, explica o Provedor António Carreira.

"Ao trabalharmos juntos, conseguimos responder de uma forma mais célere e eficiente"
A pandemia da COVID-19 provocou um enorme impacto na organização e funcionamento da Santa Casa da Misericórdia de Lamego. Num ano vivido com angústia e ansiedade, foi detetado um surto no Lar de Idosos de Arneirós, um dos capítulos mais tristes e difíceis na longa história desta instituição de solidariedade social. O processo de vacinação nesta estrutura residencial foi agora concluído, abrindo-se uma janela de esperança na vida destes idosos.  
Os efeitos da pandemia deterioram a atividade diária desta Santa Casa, obrigando alguns colaboradores a recorrer a medidas de apoio à família e ao regime de layoff. Apesar das dificuldades, esta instituição não recorreu a nenhuma moratória. “Por esta razão, agradeço a todas as entidades parceiras, aos colaboradores, aos Irmãos e às Irmãs, a valiosa colaboração prestada durante o período pandémico que atravessamos. Ao trabalharmos juntos, conseguimos responder de uma forma mais célere e eficiente com o objetivo de melhorar as boas práticas desta instituição”, sublinha António Carreira.
O Relatório de Gestão e Contas da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, relativo a 2020, mereceu o parecer positivo do Conselho Fiscal.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

Como Contactar-nos

Santa Casa da Misericórdia de Lamego
Largo Dr. João de Almeida
5100-095 Lamego
Telefone: (+351) 254 612 057
Fax: (+351) 254 614 538
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail